Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

quinta-feira, fevereiro 02, 2006

SÁBADO AO ANOITECER



* Dedicado ao meu amigo de infância José António de Almeida Nascimento Duarte, o Zé Tó, que faleceu no dia 5 de Outubro de 2005.


Sábado chato este
Que agora anoitece.
Faz-nos nostálgicos,

Neuras e tristes.
É daqueles dias

Em que nada acontece.
Faz-me lembrar

O dia em que partiste!

Não nos despedimos,

Nem dissemos adeus.
Foste-te embora

Com o teu sofrimento.
Partiste sozinho

Para ao pé de Deus.
Agora, já és uma estrela

No Seu firmamento!


Manuel Palhares

Odivelas, 29 de Outubro de 2005.

/body>