Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Manuel, um alucinado internauta


Meus caros amigos,

Peço que me perdoem por vos vir incomodar.
Desejo-vos a todos um muito bom dia.
Que tudo vos corra bem nesta semana que hoje começa. Que consigam alcançar os vossos objectivos é o meu maior desejo.
Sol para os que querem sol, chuva para os que gostam dela. Vento para os que o desejam e falta dele para os que não.
Branco, para os que o apreciam, negro ou cinzento para os outros.
Para os que venham a ser pais, tios ou avós, no decorrer da semana, aqui ficam, antecipadamente, os meus solidários parabéns e votos de muita saúde e felicidade para os vossos bebés.
Peço ao deuses da vossa preferência que vos protejam, assim como a todos aqueles que vos são queridos. Se forem agnósticos ou ateus eu prometo que não peço a ninguém. Mas se, por qualquer azar da vida, algo acontecer de mal a alguns de vós ou vossos familiares, espero que não seja nada de muito grave e que tenham rápidas melhoras. Se, porém, com alguns a fatalidade for inivitável, quero também, antecipadamente, aqui vos deixar expressos os meus mais sentidos pêsames a vós ou aos vossos familiares,caso a vítima seja algum dos meus caros amigos.
Embora a semana laboral ainda não tenha começado, exprimo a minha esperança de que trabalhem o menos possível para não se cansarem. Que ela, a semana, tenha uma ponte à segunda e outra à sexta, e desejo-vos já um muito bom fim-de-semana a partir do fim da tarde da próxima quinta-feira. Que os desgastantes três dias de trabalho que vão enfrentar passem depressa.
Que o partido da vossa preferência tivesse ganho as eleições na vossa autarquia, foi o que eu mais pedi ao destino, com o objectivo de vos querer ver a todos satisfeitos.
Que nos sites das comunidades da vossa preferência não apareça ninguém com discussões profundas e disparatas, a falarem de assuntos como a fome, o racismo, as ditaduras, a corrupção, as greves e reivindicações sindicais, a prepotência dos que nos governam, os problemas ecológicos e coisas assim que só servem para nos arreliarem.
Que os vossos sites sejam bafejados pela sorte de terem os melhores e-cards, gifs e slides, com mensagens muito bonitas sobre a amizade, o amor e a solidariedade, entre os privilegiados da sorte por terem um PC em casa e poderem ser internautas neste mundo com tantos sub-humanos.
Resta-me pedir desculpa àqueles que conseguiram ler este “post” até ao fim, pelo tempo que vos tirei.
Usem e abusem de qualquer favor difícil, trabalhoso e complicado que queiram de mim, pois é para isso que frequento o site.
Aquele a quem fazem o favor de deixarem ser o amigo sempre pronto para vos servir e a quem, de vez em quando, emprestam a vossa atenção, despede-se de todos vós, com os habituais beijinhos para as senhoras e abraços para os senhores.


Manuel, um alucinado internauta.

Odivelas, 23 de Outubro de 2005.

/body>