Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

A Separação


A separação
Foi
Definitiva.

Soube-o logo,
Com a alma
A sangrar,
Ferida.

Naquele
Maldito dia.
No dia
Da partida.
No dia
Da despedida.

Não há remédio.
Ninguém o tem,
Para afagar
Este sofrimento,
Para acalmar
Esta dor.

Hoje
Venho dizer-te,
Que
Me recordo ainda,
De ti
E do nosso amor.

E tanto quanto
Me permite,
A memória
De velho, cansada,
Ainda me deleito:
Ao passear o olhar
Pela coisa amada.



Manuel Palhares

Odivelas, 14 de Fevereiro de 2006.

10 Comments:

Anonymous mar said...

Olá :)
Tb eu estou aqui seguindo o link, q deixaste lá no "Bar"........ :)
Felicidades no teu blog
Bj

Ps
No "Bar", eu sou a Teleri

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 8:18:00 da tarde  
Anonymous coca-cola said...

Manel,
Já reparaste bem de quantas coisas nos temos vindo a despedir desde que somos gente?
Há sempre alguma coisa, alguma pessoa que deixamos para trás, embora continuem guardadas nas nossas gavetas cerebrais até à nossa morte.
Algumas guardamos com muito carinho, com amor, com respeito, com saudade. Outras guardamos apenas porque fizeram parte de nós, passaram por nós e marcaram-nos.
Perdi-lhes a conta.
Beijinhos.

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 9:12:00 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol said...

Não olho para trás...
Mas, por vezes, os meus sonhos traiem-me. E acordo angustiada.
Será que vivo duas vidas,
de tantos anos desfasada?

Bjinho

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 9:22:00 da tarde  
Anonymous IO said...

'Sentimental', um magnífico tema musical, e tu não lhe ficas atrás, Manel, grande abraço, fif'

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 11:21:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Mar/Teleri,

Muito obrigado pela visita e pelas fecidades que me desejas no blog.
Também já te fui visitar a correr, mas tenho que lá voltar.
Um beijinho ,

Manel

**********************************

Coca-Cola,

É como dizes, mas a vida é assim mesmo.


Uma feira de afectos
Em constante mutação.
Um constante perder e ganhar.
Neste leilão que é a vida.
Quem dá mais? Quem dá mais?
É para arrematar!
E vai uma, e vão duas,três!
Arrematado a quem soube amar.

Um beijinho, supondo que não és um homem de bigode. Lol!

Manel

**********************************

Girassol,

Claro que vives duas vidas:
a presente e a outra, a perdida, a que deixaste para trás.
Está lá escondida! Tu queres que
ela seja esbatida, todavia ela
visita-te em sonhos, bem viva e sofrida.
Um beijinho,

Manel

**********************************

Fif,

Já te disse que sou um eterno romântico! Por dentro sou um puto, com uma louca alegria pela vida, sem contudo perder de vista o fim de tudo. Mas até lá vou-me divertindo e tentando divertir quem me rodeia. Uns, cinzentos e chatos, dizem: " Coitado não cresceu!". Que importa?! Quem se diverte não são eles, sou eu.
Um beijinho Fifizita e um bom fim-de-semana.

Manel

P.S.: Não te esqueças de te portar mal!

sexta-feira, fevereiro 17, 2006 3:33:00 da tarde  
Anonymous coca-cola said...

Olá

Uma feira de afectos
Em constante mutação
E uns quantos desafectos
Fazem parte da procissão

Na nossa vida qu´é leilão
-Quem dá mais? Quem dá mais?
Não ensinamos o coração
Qu´é perigoso amar demais

É universal saber amar
Mas também é o desamor
Muitos lutam por encontrar
Um dia o verdadeiro amor

Arrematar ou não arrematar
Não é questão que incomode
E mesmo a perder ou ganhar
Não sou homem de bigode

Boa noite....eheheh
Beijinhos

sábado, fevereiro 18, 2006 12:59:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá Manuel.

Parece que a vida é sempre como um comboio. E gente que vem e que vai. Estamos sempre nos despedindo.
Bonito poema. Posso considera-lo um amigo?
Um bom final de semana
Abraços

Mariazinha

sábado, fevereiro 18, 2006 3:08:00 da manhã  
Blogger Manuel Palhares said...

Coca-Cola,

FANTÁSTICO o poema que me envias!
Lindo, bem disposto e muito engraçado. Temos poetisa (isto se não tiver bigode, caso contrário, poeta).
Hoje não te respondo ao desafio porque estou esmagado com o brilho da tua verve!
Um bom fim-de-semana e um abraço ou um beijinho, depende de haver, ou não, bigode pelo meio.

Manel

**********************************

Mariazinha,

Concerteza minha amiga, muito me honra tê-la como tal.
Pois, a vida é um constante ir e vir num eterno despedir!
Um muito bom fim-de-semana para si e um beijinho do,

Manel

sábado, fevereiro 18, 2006 8:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Manuel
, honra é toda minha. Cheguei a ti por nossa amiga Mayra, e assim gostei de tudo que li aqui. Muitas palavras em teus poemas me fez pensar muito.
Uma exelente semana

Beijos
Mariazinha

segunda-feira, fevereiro 20, 2006 2:32:00 da manhã  
Blogger Manuel Palhares said...

Mariazinha,

Quem vem da nossa amiga Mayra é gente cinco estrelas.
Muito obrigado pelas tuas amáveis palavras. A partir de amanhã vou, em cada semana, publicar poesias de um "poeta da semana", para os amigos, se quiserem, comentarem.
Aparece sempre, que é uma alegria para nós todos.
Uma boa semana e um beijinho,

Manel

segunda-feira, fevereiro 20, 2006 1:52:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

/body>