Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Já agora, mais umas fotografias do almoço em Odivelas!

Agostinho Carreira e Manuel PalharesAltino Pinto e Virgílio Carreira
Altino Pinto e Virgílio Carreira

Manuel Palhares e Francisco Pereira
Ubaldo Pereira e Elias Sousa

Ivo Barreto e Agostinho Carreira
Virgílio Carreira e Altino Pinto

8 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ola Maneliiiiiiii

Mas voçês s sabem comer?
passam a vida a comer? Pode saber-se o quê?
Lagostins grelhados é que nao é.....talvez umas tripas, nao?Hummmm..tenho ke voltar ai!
Mas que da gosto ver assim uma uniao, isso é verdade. Olha lá, andei um ano no Liceu...nao dara para mim?

Jinhos,da amiga

sábado, fevereiro 03, 2007 12:37:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Olá Bianita,

Nós somos especialistas em comer e estás muito enganada: no almoço de Dezembro, foram camarões grelhados o que comemos!
É como dizes: o melhor disto tudo é a amizade entre nós!
Também podes vir, claro!
Bom fim-de-semana e um beijinho,

Manel

sábado, fevereiro 03, 2007 12:49:00 da tarde  
Anonymous Teresa said...

Olá Manuel,
Embora não andasse no liceu e sim na escola técnica, gosto de ver essa amizade de quazi 50 anos. Sabes que apesar do tempo algumas das caras não me parecem estranhas. Claro está, tirando o Ivo Barreto que conheci ainda muito novo. Continuem que é bonito!!!!!!!
Beijinho
Teresa

sábado, fevereiro 03, 2007 6:51:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Olá Teresa, boa noite!

É natural que ainda haja traços do que fomos nos nossos rostos, mas lá que é preciso muita força de vontade, lá isso é verdade! Porém permanece o olhar, que dizem ser o espelho da alma... e nesse, no olhar, somos por vezes outra vez meninos, nem que seja por um fugaz momento.
Obrigado pela visita e pelas tuas amáveis palavras e aparece sempre, porque é preciso quem modere este entusiasmo de "meninos"...
Um bom domingo para ti e para os teus.
Um beijinho,

Manuel

sábado, fevereiro 03, 2007 9:19:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

CADÊ EX-ALUNOS NEGROS?
AI O COLONIALISMO BACOCO DEIXOU MARCAS BEM PROFUNDAS.

sexta-feira, setembro 07, 2007 10:51:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

realmente é verdade!!!é preciso muito esforço para reconhecer as pessoas..........só passado um bom bocado reconheci o virgilio carreira......e quantas vezes esteve no café estoril comigo!!

quarta-feira, maio 20, 2009 6:05:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

esqueci-me de escrever o meu nome-victor abreu

quarta-feira, maio 20, 2009 6:06:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Meu caro Victor Abreu,

Obrigado pela visita e pela mensagem.
Já falei com o Virgílio Carreira e, devemos estar muito velhos, pois nem ele nem eu nos lembramos de ti!
Dá-nos mais pormenores, como por exemplo se eras da Beira ou de qualquer outro lugar; onde era esse Café Estoril de que falas?
Um abraço,
MPalhares

quarta-feira, maio 20, 2009 8:16:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

/body>