Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

quinta-feira, junho 12, 2008

Uma explicação que se impõe!

Caros Amigos,

Por motivos inesperados e de ordem pessoal, cancelei a participação do Beira Meu Amor, no mega portal Moçambique Elos/Elos de Moçambique, limitando-me eu, a ser apenas um mero participante.
Neste blog, no item "Comunidades de Moçambique", há uma ligação ao Elos de Moçambique, a qual podereis usar para aceder ao referido portal.
Grato pela vossa atenção!
Com amizade,

Manuel Palhares

Odivelas, 12 de Junho de 2008.

2 Comments:

Blogger . said...

Sr. Palhares:

Hoje enqunato "arrumava" o meu blog, dei de caras com um post datado em Abril, o qual eu criei baseada na inspiração das pequenas conversas "antes do jantar". Lembrei-me de si e pensei que talvez o senhor gostasse de ler esta pequena "estória". Penso que talvez seja o senhor, o melhor exemplo do sumo deste meu pequeno texto, mas também o meus pais, os seus amigos e todos aqueles que sintam o que eu procurei transmitir.
Fica aqui a anotação, é só entarar no link:

http://desperdiciocnhm.blogspot.com/2008/04/retrato-monocromtico.html

Os melhores Cumprimentos
Andreia Silva, (MIRANTE)

sexta-feira, junho 20, 2008 2:36:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Andreia,

O teu Retrato é um peça espetacular
de prosa poética.
Como sabes, sou um bocado suspeito para falar do seu conteúdo, por ser, em particular, mais sensível ao que dizes, devido ao facto de ter deixado a minha terra, no desenrolar dos ventos da história.
Não tenho dúvidas de que irás ser uma pessoa de sucesso, nas várias actividades a que deitares mão, em particular na escrita.
Escreve, escreve sempre, mesmo que te não apeteça, porque as ideias vêm depois.
Muitos parabéns, cumprimentos aos teus pais e um beijinho para ti e para a Nádia do,

Manuel Palhares

domingo, junho 29, 2008 5:53:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

/body>