Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Carta a uma amiga virtual da Beira

Minha doce amiguinha,

Ando há anos pela internet e tenho encontrado de tudo no relacionamento virtual: bom, mau e assim assim.
De modo que já me habituei a não esperar muito dos afectos neste mundo virtual, no qual o anonimato mostra o lado menos bom das pessoas e a sua volatibilidade, por vezes ingrata e até cruel.
Vem tudo isto a propósito de já ter perdido a solidariedade e a amizade virtuais de pessoas com quem me dava há anos, porque elas, de repente, resolvem tomar partido por conhecimentos recentes - os quais não gostaram do meu comportamento moral e ético - e, despeitados e torcendo a realidade, conseguem o apoio de quem era meu amigo, a ponto de estes - os que eram meus amigos - me criticarem em posts que escrevem de apoio a essas amizades recentes, sem ouvirem sequer a minha versão do assunto.
E isto já me aconteceu por três vezes, com pessoas que se esforçavam por me manifestarem quase diariamente a sua amizade e deixou-me, como é óbvio, muito decepcionado e triste.
Curioso, e como remate final, é que os que eram meus amigos virtuais há anos, são da minha idade, e as pessoas causadoras dos conflitos são, em geral, dezasseis anos mais novas e sem conhecimento nenhum do contexto colonial português em geral e do "modus vivendi" moçambicano em particular porque, no desfazer do tecido colonial, eram, se tanto, pré-adolescentes, mas falam sobre os assuntos coloniais como velhos colonos...e dizem muitos disparates!
E o que é que a minha doce amiguinha tem a ver com tudo isto?
Para além de, por certo, ter conhecimento de casos idênticos, absolutamente nada.
É das pessoas com mais moral e ética que encontrei desde que ando na net, com fortes valores familiares, humanos e cívicos, à mistura com uma doçura típica das Meninas da Beira do meu tempo.
Neste aproximar de fim-de-semana invernoso, consola-me receber os seus e-mails, onde há sempre uma palavra fraternal de amizade, de carinho e de ternura.
Um bom fim-de-semana Amiguinha, que talvez nunca venha a conhecer pessoalmente.
É devido a pessoas como tu que, nesta globalização sem governo, ainda vai existindo, em algumas famílias, a estrutura familiar baseada no amor.
Um beijinho fraterno e carinhoso, do amigo reconhecido e grato,

Manuel Palhares

Odivelas, 30 de Janeiro de 2009.

8 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ola Manel......

Um beijinho muito grande.
Entendo bem o que escreveste, pois também eu me dexepcionei por atitudes por pessoas que pensava serem mais raccionais..e éticas!
Enfim, estamos em mutação continua e temos que nos sujeitar. Os valores do antes e de agora, são outros.
As pessoas mudam e com elas, as atitudes, pessoas que se encobrem com um manto de cinismo.
Meu amigo, nós, continuamos a falar, não é mesmo? E a amizade - que NÂO é virtual-, entre nós, prevaleçe.

Um beijinho grande da melga do LIma...
SAO ALVES

sexta-feira, janeiro 30, 2009 9:20:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Zz!Zz!Zz!

É a melga do Lima a cantar! lol
Eu já não discuto que os mais jovens tenham valores morais e éticos diferentes dos da minha geração. O que me admira é que pessoas da minha idade tenham modificado os seus, de um modo que não honram quem os educou: pais e professores!
Não gosto de fazer de profeta da desgraça e até tenho tido uma atitude de boa disposição perante as adversidades da vida, mas que esta globalização desgovernada não augura nada de bom, disso estou quase certo e vai ser a curto prazo. Com esta notícias diárias de empresas a falirem e o desemprego a aumnetar, o espectro da fome está aí; e pessoas desesperadas e com fome são capazes de tudo...
Um bom fds e um beijinho,
MPalhares

sábado, janeiro 31, 2009 3:35:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Manuel

Mais uma vez vim visitar e li, como sempre com prazer, as grandes verdades que aqui escreves...
Um abraço e um bjinho da amiga
Marocas

domingo, fevereiro 01, 2009 6:42:00 da tarde  
Blogger teresa said...

Manuel
Compreendo perfeitamente tudo que escreves. Concordo contigo meu amigo.Eu também gosto de brincar e costumo levar tudo com boa disposiçao. No entanto, podes acreditar que tal como tu, pois também sou da tua geração seria incapaz de mudar os meus valores morais e éticos.
Brinco muitas vezes com os mais jovens,mas também sei sempre até onde posso ir e quando algum deles me decepcionar como já te aconteceu, podes crêr que sei cortar a tempo.
Continuo a ter esperança de um dia te poder conhecer pessoalmente e deixar de ser apenas uma amiga virtual, mas que podes acreditar verdadeira.
Um beijinho e tem uma boa noite
Teresa

domingo, fevereiro 01, 2009 6:54:00 da tarde  
Blogger Manuel Palhares said...

Marocas,

Olá, bom dia!
Obrigado pela visita e pelas tuas amáveis palavras.
Uma boa semana com saúde e boa disposição.
Um beijinho amigo do,

Manuel Palhares

**********************************

Teresa,

Olá, bom dia!
Obrigado pela visita e pelas tuas amáveis palavras.
As coisas são como dizes, sempre com muita sensatez!
Como também tenho de te responder a um e-mail, deixo para aí considerações de carácter mais particular.
Uma boa semana com saúde e boa disposição.
Um beijinho amigo,

Manuel Palhares

segunda-feira, fevereiro 02, 2009 10:24:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

ola amigo manuel e muito lindo o que escreve dessa sua amiga virtual. Realmente na net encontramos de tudo um pouco infelizmente .Mas Deixe la amigo se assim nao fosse se tudo fosse mel nao sabia mos o que era o fel nao e verdade olha tenha paciencia com aqueles que nao o comprendem. realmente tem razao a coisas tao lindas do "nosso mocambique" antigo aquelas coisas lindas que hoje ninguem tem tempo para recordar corre se nao se sabe para onde Santo agostinho quando via alguem assim apressado e fora da realidade dizia " corres bem mas e fora do caminho " Sabe amigo manuel a gente realmente na net ve de tudo mas tambem a gente boa como o senhor que diz o que pensa .sabe eu sincera mente prefiro falar com pessoas que quando eu faco uma coisa errada me digam estas errada mas quando estou certa tambem gosto ouvir fizeste bem ! nao lamente essas pessoas que nao o com-prenderam porque nao pensava como eles .talvez tenha havido falta de comunicacao . meu amigo manuel desejo lhe tudo de bom .Desejo que tenha um Feliz fim de semana 1 abraco amigo helsa

terça-feira, fevereiro 03, 2009 4:15:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá Manel
Há muito que aqui não vinha porque tenho andado dispersa por aí.
É verdde o que dizes, mas na n/idade já não nos deviamos deixar enganar...mas às vezes lá acontece. Olha que os amigos se são mesmo amigos, virtuais ou reais,não traem, há razões q a razão desconhece.
Beijinho amigo

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:26:00 da manhã  
Blogger Manuel Palhares said...

Helsa,

Olá, boa noite!
Obrigado pela tua visita e por exprimires a tua opinião, que muito prezo.
Helsa, pelo que escreves, deves ser uma boa e sensata menina, amiga do seu amigo.
A continuação de uma boa semana!
Um beijinho amigo do,

MPalhares

*********************************

Minha cara amiga Anónima,

Obrigado pela visita e pelas tuas sábias palavras, diria que, filosóficas até.
Embora não saiba quem és, retribuo o beijinho, com votos da continuação de uma boa semana,

MPalhares

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 9:32:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

/body>